sábado, 29 de junho de 2019

Conheça a nova geração de consoles



Fonte: Olhar Digital


A E3 2019 acabou, e com isso podemos imaginar como será o próximo ano no mundo dos consoles. A edição deste ano, foi um pouco diferente dos anos anteriores.

Uma gigante decidiu entrar no jogo e competir com Microsoft e Sony, o Google apresentou nesta edição o seu mais novo projeto de jogos via streaming o console Stadia.


CURTA E SIGA NOSSA PÁGINA E FIQUE POR DENTRO DAS ATUALIDADES DA TECNOLOGIA



       

A Sony não marcou presença como de costume, mas mesmo assim não passou despercebida.

A companhia tinha feito os principais anúncios antecipadamente antes evento, como um trailer do jogo “Death Stranding” e as primeiras referências sobre o PlayStation 5.

A empresa ainda traçando os próximos anos, mesmo sem apresentar de forma efetiva na E3. Diante destes anúncios, veja o que cada nova plataforma tem a oferecer!

PlayStation 5


Fonte:Hiptoro




Mesmo sem apresentar o console de forma formal na E3, a empresa realizou alguns pequenos anúncios durante os últimos meses, que podem ser apontados na E3. A Sony entra nesta nova geração bastante pressionada.

Não se sabe se os jogos por streaming serão sucesso ou não, mas essa é uma tendência de mercado para os próximos anos. S Sony é a que mais pode perder se a tecnologia não vingar.

Projeto XBOX “Scarlett”




Fonte:GamesSpot



Não temos como adivinhar qual será o nome do novo console da Microsoft, isso porque a empresa não utiliza de um padrão de nomenclatura: “XBOX”, “XBOX 360” e “XBOX One” como não existe uma lógica no nome, não seria espantoso um nome completamente diferente como “XBOX Scorpion”, “XBOX Ômega” ou algo similar.

Diante deste cenário, “Scarlett” é o único nome podemos chamar o novo console; por se tratar do codinome oficial da plataforma, utilizado internamente.

Google Stadia




Fonte:sparkchronicles

O mais novo competidor no mercado dos games, possui um grande desafio. O Google antes de qualquer coisa, precisa mostrar que tem jogos em sua biblioteca que agrade os gamers, para fazer valer a pena sua plataforma.

O Google precisa provar que sua tecnologia de computação em nuvem funciona em grande escala e para pessoas que não possuem uma boa conexão.

Em teste do console Stadia os jogos por streaming rodando diretamente dos servidores Google Cloud, totalmente sobre controle da Gigante, não havia uma latência notável, permitindo que o jogo fosse jogado de forma fluida mesmo que o console que está rodando o jogo esteja a quilômetros de distância. 












quarta-feira, 15 de maio de 2019

Bioengenheiros criam ferramenta 3D capaz de imprimir órgãos e tecidos complexos

O futuro chegou! Entenda como alguns bioengenheiros estão a um passo de imprimir órgãos e tecidos complexos do corpo humano. Confira!

      
Parece até mesmo alguma notícia retirada de um filme de ficção científica mas, é realidade! Estamos a um passo de poder imprimir órgãos e tecidos do corpo, o que sem dúvida alguma impactará diretamente na expectativa de vida da humanidade.



Afinal, o número de mortes que ocorrem ao longo de todos os anos, referente a filas imensas de transplantes é enorme! E termos uma solução paralela a doação de órgãos, é algo extremamente animador.

Neste mês de abril uma equipe de cientistas conseguiu realizar o primeiro coração em 3D, utilizando as próprias células do paciente. Se não bastasse essa notícia incrível, neste mês de maio as equipes das universidades é Rice University e Washington conseguiram desenvolver uma tecnologia única, que consegue reproduzir nada  mais, nada menos que redes vasculares extremamente complexas.

CURTA E SIGA NOSSA PÁGINA E FIQUE POR DENTRO DAS ATUALIDADES DA TECNOLOGIA


       

A luta até a solução

Durante os anos de pesquisa a grande dificuldade foi entender como seria feita a obtenção de nutrientes e oxigênio no tecido, e acima de tudo, como remover os resíduos?

Essa dificuldade ocorreu devido ao fato de que nosso corpo utiliza redes vasculares, e recriar tudo isso em materiais macios e artificiais foi uma tarefa extremamente difícil.

A ferramenta criada em parceria das universidades consegue superar todas estas dificuldades, através de impressões de camadas finas de pré-hidrogel, que após o processo de impressão torna-se sólida  no contato com a luz.

Isso deu aos cientistas a oportunidade de criar géis biocompatíveis com  arquitetura interna, simulando as redes vasculares do corpo humano.

Sabemos que isso é apenas o começo de uma revolução, mas logo estaremos em uma realidade onde mortes por ausência de transplantes não acontecerá.

quarta-feira, 27 de março de 2019

Você sabia que a Receita Federal está monitorando as ostentações nas redes sociais?


Ficar de ostentação nas redes sociais e na declaração de imposto de renda se declarar um pobretão poderá lhe gerar problemas.


Durante a inspeção é extremamente corriqueiro que o auditor-fiscal realize a análise das redes sociais com o intuito de identificar possíveis bens e possíveis pessoas “laranjas”, dentro de seu círculo de relacionamento. 


Fonte: Foregon

Dentro da área de apuração e programação de ação fiscal, hoje a Receita Federal utiliza alguns modelos de monitoramento que realizam buscas na web e insere as informações dentro de parâmetros para apuração e fiscalização. 

As informações das redes sociais são indicadas e somadas a diversos outros entroncamento, que os auditores fiscais realizam, tais como: referências bancárias, veículos, aluguel, cartórios etc. 

Com o entroncamento da informação a inteligência artificial é aperfeiçoada dia a dia com a alimentação contínua do sistema e com a experiência dos auditores fiscais.



CURTA E SIGA NOSSA PÁGINA E FIQUE POR DENTRO DAS Atualidades DA TECNOLOGIA

       

Como informamos, tratar uma evidência e compor um agrupamento de informações que a Receita Federal dispõe para entroncamentos.

Foi estimado que as informações provindas das redes sociais contribuíram como incentivo para o impulsionamento da responsabilidade tributária de mais de 2.000 contribuintes, foi estimado que os valores sonegados cheguem a R$ 1 bilhão de reais.

Identificar o real proprietário dos bens e fundamental para que as projeções tributárias obtenham a garantia de que estão sendo pagas.

Somente para uso de exemplo, vamos mostrar algumas situações que as redes sociais foram utilizadas para fiscalização.

1.   Durante uma fiscalização o auditor-fiscal identificou que o proprietário da empresa registrado no contrato social era uma pessoa “laranja”, tanto o “laranja” como o suposto real proprietário negavam qualquer vínculo, bastou o auditor-fiscal realizar uma pesquisa nas redes sociais para identificar fotos do laranja com o real proprietário. mostrando assim vínculo entre eles.

2.   Um auditor-fiscal pegou um caso, onde o filho de um contribuinte falava sobre viagens caras que tinham sido feitas e bens de seu pai tinha adquirido, essas informações serviram de subsídio para o fiscal obter as garantias de crédito tributários.

3.   Durante uma fiscalização o auditor, observou que o proprietário registrado no contrato social da empresa era uma pessoa “laranja”. Em uma análise às redes sociais, ele verificou que o laranja possuía um faturamento de  100 milhões ano, era acostumado postar fotos de churrascos em sua laje, onde demonstrava uma incompatibilidade de sua posição de proprietário na empresa.

4.   Tem situações em que os contribuintes, assumem em redes sociais serem proprietários de empresas que não estão em seus nomes.

Esses foram alguns casos onde esta nova estratégia da Receita Federal já foi posta em prática, então tome cuidado com aquela selfie, com aquele post sobre viagens que é postado em suas redes sociais, pois você pode acabar tendo problemas, nos vemos na próxima.

sábado, 2 de fevereiro de 2019

Google Maps começa a alertar sobre radares de velocidade!



Conheça a nova facilidade de um dos aplicativos de trânsito mais utilizado em todo o mundo: Google Maps!

Que a tecnologia facilita nossas vidas em atividades cotidianas não é novidade para ninguém, não é mesmo? Mas, a cada nova facilidade adicionada nos sentimos ainda mais seguros na realização de atividades simples do dia-a-dia, como dirigir por exemplo.





Quem utiliza o Google Maps diariamente como app principal de trânsito, pode comemorar pois, o aplicativo passou a liberar um dos recursos mais aguardados: O aviso de radares de velocidade.


CURTA E SIGA NOSSA PÁGINA E FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES DA TECNOLOGIA

       


Desde novembro, estamos vendo alguns testes do Google Maps com envio de avisos de acidentes e radares, mas apenas agora neste mês de janeiro, alguns usuários já receberam a nova funcionalidade que está sendo liberada aos poucos para todos.

Fase teste

Como dissemos, neste primeiro momento apenas alguns usuários receberam a liberação do recurso, além disso não existe ainda uma informação sobre as áreas específica em que os avisos do Google Maps estão ativos.




Provavelmente, isso é algo que irá variar de acordo com as leis de trânsito de cada país, no que se refere ao assunto.

Alerta de radares: Uma herança do Waze

Quem costuma utilizar o Waze sabe bem que este recurso não é nenhuma novidade, já que o aplicativo oferece o recurso de aviso de radar, que acontece de acordo com as informações enviadas pelos proprios usuarios.

Com a compra do Waze a 5 anos atrás, é mais do que natural que o Google Maps também siga os passos do irmão, incluindo o sistema de informações de usuários.

Para reconhecer um radar no Google Maps, você deverá identificar um ícone de cor laranja no mapa, ao clicar no ícone você terá algumas informações, como por exemplo a data de atualização do aviso.

Se você estiver em modo de navegação, o próprio GPS lhe avisará por voz sobre o radar. Até o momento o Google não informou sobre a data oficial de liberação dos recursos, acreditamos que nos próximos dias a empresa deverá se pronunciar.

E, aí o que você achou do novo recurso do Google Maps? Deixe aqui nos comentários e compartilhe a notícia em suas redes sociais!

domingo, 11 de novembro de 2018

Facebook: 81.000 contas roubadas e vendidas!

REDAÇÃO ATUALIDADESTECNOLOGIA

As coisas não estão fáceis para os dirigentes de uma das maiores redes sociais do mundo! O Facebook admitiu que um grupo de hackers russos colocaram à venda mais de 81 mil mensagens privadas de seus usuários.


Antes da plataforma assumir o vazamento, a rede BBC noticiou que, além de 81.000 mensagens estarem à venda, os hackers disponibilizaram no mesmo site mias de 176.000 contas com informações como endereços de e-mail e que possuem informações de cerca de 120 milhões de usuários do Facebook.

CURTA E SIGA NOSSA PÁGINA E FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES DA TECNOLOGIA

       

 A situação é bem complicada para a plataforma que, recentemente, assumiu que as contas afetadas pelo escândalo da Cambridge Analytics não foram 45 milhões, mas 87 milhões usuários tiveram seus dados expostos.

E agora, menos de 7 meses depois, inúmeros usuários da rede social tiveram seus dados expostos novamente. Em sua maioria, os usuários prejudicados pertencem à Rússia, mas há indícios de vazamentos de contas do Reino Unido, EUA, Brasil, entre outros países.
O relatório da BBC revela que os hackers se dispuseram a vender por 10 centavos de dólar o acesso aos dados de cada conta. O Facebook informou que o site de vendas em questão já está fora do ar e a abrangência desse crime ainda está sendo investigada.

Alguns usuários russos confirmaram que as mensagens divulgadas eram realmente deles. As conversas expostas vão desde mensagens apimentadas de um casal de amantes até um desabafo de uma sogra sobre o genro nas férias.

Como aconteceu o roubo de dados?

O Facebook alega que o vazamento de conteúdos e informações de seus usuários não aconteceu através de uma falha de segurança na plataforma da rede social. A empresa declara que a causa do problema foi originada em algumas extensões que foram instaladas pelos usuários.
As extensões de navegador são recursos utilizados por um grande número de internautas para adicionar ferramentas que o navegador, Chrome ou Firefox, não oferecem. Muitas dessas extensões, aparentemente inocentes, instalam spyware - software espião que tem a função de vasculhar o computador e roubar informações.

Não é preciso ser um expert em programação para perceber que isso poderia ser adulterado. Esses softwares espiões ficam observando suas ações no computador e registram suas visitas ao site do seu internet banking, por exemplo, roubando suas senhas e detalhes de seu extrato.

sábado, 13 de outubro de 2018

Aplicativo do TSE mostrará apuração em tempo real

(Foto: Reprodução / Eleições 2018)

O aplicativo da Justiça Eleitoral, campeão de downloads nas eleições de 2014, já tem sua versão para 2018 e a expectativa é que novamente seja um recorde de acessos. Este ano, o aplicativo foi rebatizado para “Resultados 2018”.
A ferramenta é gratuita e a expectativa é que esteja disponível até o final de setembro para tablets e smartphones que operam com os sistemas Android e iOS (iPhone).

Há quatro anos, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a plataforma foi disponibilizada apenas para aparelhos com sistema Android e foi chamada de “Apuração 2014”. O aplicativo foi baixado em 2,7 milhões de dispositivos.
Pesquisa
Pelo aplicativo, os eleitores poderão acompanhar a contagem dos votos em tempo real. É possível pesquisar desde o desempenho de um determinado candidato por meio de consulta nominal até um dado mais nacional.
Na tela da pesquisa, aparecerá, por exemplo, o quantitativo de votos para cada candidato com a indicação dos eleitos ou, no caso da disputa para governador e presidente da República, dos que irão para o segundo turno. Também é possível selecionar os candidatos favoritos e visualizá-los com destaque.
A ferramenta permite que o usuário selecione a abrangência que deseja acompanhar a apuração. Pode ser “Brasil” para a votação de presidente da República e “Estados” para acompanhar a votação para governador, senador, deputado federal, deputado estadual ou deputado distrital.
O eleitor também poderá conferir o desempenho nas urnas do candidato a presidente em cada estado. Além de visualizar o número de votos, é possível acompanhar o percentual de apuração das seções e ainda compartilhar essas informações nas redes sociais.
Votos zerados
Os resultados são atualizados automaticamente e, ao final da apuração, serão exibidos os eleitos com o quantitativo de votos obtidos e o percentual de votação por candidato. O candidato que aparecer com zero voto pode não ter tido votação, estar indeferido com recurso ou, após a preparação das urnas, ter sido indeferido, ter renunciado ou falecido.
Os votos para candidatos indeferidos com recurso ou cassados com recurso não serão exibidos, conforme a Lei das Eleições (Lei nº 9.504/97, artigo 16-A). O aplicativo não apresenta resultados da votação em trânsito nem da votação no exterior para o cargo de presidente da República.
Em decorrência da diferença de fuso horário, o TSE irá começar a divulgar os resultados da totalização dos votos para presidente da República às 19h (horário de Brasília) no dia 7 de outubro, quando a votação do primeiro turno estiver encerrada em todo o território nacional.
Para os demais cargos, a totalização dos votos pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) e a remessa das informações ao TSE terá início logo após o encerramento da votação, às 17h, respeitando o horário local.

Sony processa hacker que vende PlayStation 4 desbloqueado com jogos na memória


A Sony está processando um hacker que vende unidades desbloqueadas do PlayStation 4 com diversos jogos pirateados gravados na memória. O rapaz, que mora na Califórnia, nos Estados Unidos, usa o eBay e um site próprio para oferecer o console junto com versões ilegais de games protegidos por direitos autorais, segundo a fabricante japonesa.
O nome do rapaz é Eric Scaler, e, além de vender os consoles desbloqueados, também inclui um manual de instruções para seus compradores. Esse manual ensina a instalar cópias ilegais de games e ainda encoraja jogadores a "aproveitarem jogos de graça", segundo o site TorrentFreak.

CURTA E SIGA NOSSA PÁGINA E FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES DA TECNOLOGIA

       
A defesa de Scaler vai ser bastante complicada: representantes da Sony compraram dois aparelhos desbloqueados diretamente do rapaz, e diz que ele também oferece desbloqueio de consoles para quem já tem uma unidade. Além disso, ele parece ser um grande entusiasta da violação de direitos autorais: o site conta inclusive com uma caveira, o símbolo da pirataria.
O processo da Sony contra Scaler não tem nenhum pedido de indenização definido, mas é provável que a fabricante peça um valor bem alto, até para desincentivar outras pessoas de piratearem o console.

Como criar um link para o seu número no WhatsApp


Já é possível criar links para vídeos, fotos, textos e praticamente qualquer coisa da internet. Mas e se você quisesse criar um link para a sua própria conta do WhatsApp, de maneira que qualquer pessoa que clicasse nele fosse direcionada a uma conversa com você no aplicativo?
Saiba que isso já é possível, graças a um recurso do WhatsApp chamado "Click to Chat" (algo como "clique para conversar"). Ele gera um link que, ao ser clicado, leva o usuário a uma conversa com determinado número. Você pode até criar o link com uma mensagem pré-determinada para a pessoa que clicar nele te enviar.

CURTA E SIGA NOSSA PÁGINA E FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES DA TECNOLOGIA

       
Esse recurso pode ter uma série de utilidades. Por exemplo, se você estiver tentando vender seu carro, pode colocar as fotos dele junto com um link para o seu número. Nesse link, você também pode colocar uma mensagem como "Olá, estou interessado em comprar seu carro!"; assim, o potencial comprador não terá nem o trabalho de digitar. E você pode fazer tudo isso sem revelar seu número de telefone à internet inteira.
Veja a seguir como fazer isso:
1. Copie e cole este link: https://api.whatsapp.com/send?phone=seunumerodetelefone&text=sua%20mensagem
2. Substitua o espaço "seunumerodetelefone" pelo seu número, da seguinte maneira:
XXYY000000000
"XX" é o código internacional do seu número. O código do Brasil é 55, então, se o seu celular for daqui, substitua XX por 55.
"YY" é o DD. Se seu número for de São Paulo, por exemplo, substitua YY por 11; se for do Rio de Janeiro, substitua YY por 21.
"000000000" é o seu número de telefone. Se ele for, por exemplo, 98765-4321, substitua o 000000000 por 987654321.
Assim, se o seu número for brasileiro, de São Paulo, e for 98765-4321, você deverá substituir "seunumerodetelefone" por 5511987654321.
3. Substitua o espaço "sua%20mensagem" pela sua mensagem, da seguinte maneira:
Como não é possível inserir espaços nos links, é necessário substituí-los pelo símbolo "%20". Assim, se você quiser que a sua mensagem seja "Olá, meu amigo!", você precisará substituir o espaço "sua%20mensagem" por Olá,%20meu%20amigo!.
Então, se você quiser criar um link para o seu número com a mensagem pré-definida "Olá, meu amigo!", e o seu celular for brasileiro, de São Paulo, com o número 98765-4321, o seu link ficará https://api.whatsapp.com/send?phone=5511987654321&text=Olá,%20meu%20amigo!.
4. Você já pode enviar esse link para qualquer pessoa. Quem clicar nele será levado para uma tela de conversa do WhatsApp assim:
Reprodução
O problema é que, como pode ser visto acima, ele deixa exposto o seu número e a mensagem pré-definida que a pessoa receberá. Mas é possível contornar essa situação.
4. Acesse um site de encurtamento de links, como o bit.ly ou o ow.ly.
5. Cole o seu link no campo correspondente e clique em "encurtar URL" ou "Shorten". 
6. Você receberá uma versão "encurtada" do seu link. Por exemplo, jogando o link https://api.whatsapp.com/send?phone=5511987654321&text=Olá,%20meu%20amigo! (que usamos de exemplo acima) no bit.ly, recebemos o link http://bit.ly/2sZ43CR, que funciona da mesma maneira.
7. Agora você pode usar o link sem o medo de deixar seu celular exposto! Compartilhe à vontade!

sábado, 8 de setembro de 2018

Mercado Livre testa novo serviço com opção de entrega no mesmo dia


Compras online são cada vez mais comuns e populares entre os brasileiros, mas elas ainda têm o calcanhar-de-aquiles de sempre: esperar o pacote chegar é sempre um tédio. Agora o Mercado Livre vai começar a implementar uma nova opção de serviço que permite receber o produto no mesmo dia após a confirmação do pagamento. 
O novo serviço se chama Mercado Envios Flex, que deve começar a ser testado até o final do ano, inicialmente apenas em São Paulo. Os vendedores que optarem pela modalidade de envio poderão ganhar maior destaque na plataforma do Mercado Livre.

CURTA E SIGA NOSSA PÁGINA E FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES DA TECNOLOGIA

        
A diferença do serviço Flex é que o pacote não é despachado para os Correios ou alguma outra transportadora. Quando o usuário solicita essa modalidade de envio, o vendedor vai usar uma rede de entregadores para completar a entrega, o que poderá ser feito por carro, moto, bicicleta e até mesmo a pé, dependendo da distância. 
Ao cliente, será oferecido um QR Code, com o qual será possível acompanhar o trajeto do pacote até o ponto da entrega.
Com o novo serviço, o Mercado Livre pretende facilitar as entregas quando um comprador mora perto do vendedor. Ainda não há previsão de quanto essa opção de entrega custará para o comprador.

domingo, 26 de agosto de 2018

Agradecimento aos leitores!

Caro(a) leitor(a),
O https://atualidadestecnologia.com.br ultrapassou o número de 113 mil acessos. Sem contar os que seguem o blog diretamente  e recebem as atualizações por email sem precisar acessar o site; sem também levar em conta que, generosamente,  muitos destes leitores repassam aos seus contatos do Facebook e twitter.

Permaneço aberto às críticas, sugestões e contribuições. Sua opinião é muito importante.

Muito Obrigado a Todos!

Novo golpe no WhatsApp usa falsa promoção do iFood como isca


Há um novo golpe em circulação pelo WhatsApp no Brasil. Descoberto pela empresa de segurança PSafe, o ataque oferece cupons de R$ 100 para serem utilizados no aplicativo de pedidos de comida iFood. Mas, a ação é falsa e visa roubar dados pessoais das vítimas. 
Para atrair o público, os cibercriminosos inventaram uma promoção em comemoração ao suposto aniversário do iFood. Só que não há nada a festejar: até as 12h de hoje, já haviam sido detectados mais de 86 mil ciberataques nas últimas 48 horas, segundo a PSafe.

CURTA E SIGA NOSSA PÁGINA E FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES DA TECNOLOGIA

       
Reprodução
Ao clicar no link falso, o usuário acessa uma página na qual há uma pesquisa que precisa ser respondida antes do acesso ao cupom. São feitas três perguntas: “Conhece o funcionamento do iFood?”; “Possui o aplicativo instalado no seu smartphone?”; “Indicaria o iFood para amigos e familiares?”.
Reprodução
Seja lá qual for a resposta, o usuário é direcionado para uma página na qual é incentivado a compartilhar com todos os amigos ou grupos do WhatsApp. O texto afirma que após o compartilhamento, o usuário será redirecionado para autenticar o cupom e receberá uma confirmação por SMS. Ao final, há ainda uma falsa seção de comentários com pessoas que teriam conseguido o suposto benefício.
Reprodução

Para não cair em ameaças como esta, a recomendação dos especialistas é sempre duvidar da veracidade do link e desconfiar de mensagens que pedem para realizar o compartilhamento com amigos para ganhar alguma coisa. Em caso de dúvidas, procure os canais oficiais da empresa nas redes sociais e o site oficial.

Fique por dentro dos próximos conteúdos!O seu endereço de email não será publicado.

Nome

E-mail *

Mensagem *

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...